Meditação para iniciantes: aprenda o método que traz autoconhecimento

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Meditar diariamente é um dos caminhos para o sucesso. Entenda!

Ao meditar, você estimula o cérebro e promove um autoconhecimento único!

Os benefícios da meditação para o cérebro são incontáveis, principalmente, no que diz respeito ao autoconhecimento e à melhora da capacidade de raciocínio. Por isso, neste artigo explicaremos como aderir ao método no dia a dia e as vantagens que esse hábito é capaz de proporcionar. Está preparado para conhecê-lo melhor e transformar sua rotina?

Independentemente da razão pela qual pretende entrar em estado íntimo com seu “eu interior”, mantenha sempre o foco no seu próprio bem-estar, certo? Pensar nos problemas – ou no alívio deles – enquanto medita vai distrair a mente, fazendo com que alguns sintomas físicos e psicológicos retornem naquele momento. Então, tente focar que, a real razão de estar ali, é unicamente seu reencontro íntimo e pessoal. Feito isso, que tal iniciar esse processo tão enriquecedor?

Afinal… Como começar a meditar?

Ao praticar a meditação, é possível obter mais discernimento, clareza mental e elevar percepção de si mesmo, o que auxilia na manutenção do foco

Muita gente tem dúvida na hora de iniciar a técnica. Afinal, como “esvaziar” a mente e não pensar em mais nada? Em que posição é preciso ficar, qual mantra deve-se utilizar? Você vai descobrir agora mesmo que meditar é bem mais simples do que parece!

É interessante que você experiente algumas técnicas para saber a que melhor se adapta ao seu estilo de vida. E, assim, como uma atividade física, sentirá os benefícios quando a prática se tornar um hábito.

Meditar nem sempre significa manter a mente totalmente livre de pensamentos; o método deve funcionar como um reencontro consigo mesmo: não se apegue a regras!

Entenda que o método pode ser feito do seu jeito: não se apegue a regras; encontre-se com si mesmo! Primeiro, é fundamental tomarmos consciência de que meditar não é ausência de pensamentos, meditar é estar presente neste momento, reconectar-se e sentir o que está acontecendo aqui e agora, sem pensar em coisas que aconteceram no passado ou se preocupar com o que vai acontecer no futuro. Estar presente nos traz um estado de centramento, clareza mental e equilíbrio emocional. A seguir, confira 5 dicas essenciais para começar a meditação!

1. Escolha um local adequado e roupas confortáveis

Antes de começar, certifique-se de que o local escolhido estará silencioso e o mais confortável possível. Opte por um local que goste bastante e se sinta bem; se, geralmente, sente-se em paz na sala de sua casa, posicione-se em um cantinho que traga inspiração. Também pode ser no quarto, no quintal ou onde mais desejar. E sabia que também não é uma regra ter posição específica?

“Durante a meditação, procure pensar no conforto, no relaxamento e em como a mente trabalhou somente após o fim do processo!”

2. Adapte-se ao horário que mais funcionar para você

A meditação pode ser realizada, até mesmo, na posição deitada, antes de dormir ou logo após acordar. E, se por acaso o sono chegar bem nessa hora, despreocupe-se: a técnica auxilia na obtenção de uma noite restauradora.

3. É realmente necessário ter algum mantra?

Não! A palavra mantra vem dos prefixos “man” – que significa mente e “tra”, que quer dizer veículo. Resumindo, um mantra é uma espécie de veículo para sua mente! Ele evita que a mente fique dispersa durante a prática, como uma espécie de “âncora” que mantém a mente concentrada no ato de meditar.

4. Não pratique autossabotagem: você tem, sim, tempo para meditar

“Não tenho como separar uma hora do meu dia para fazer meditação”. Se a preocupação for tempo, saiba que as práticas podem variar entre 30, 20, 10 ou até 5 minutos diários! E você pode fazê-la antes de dormir, logo ao acordar, durante o banho, no trabalho… As possibilidades são muitas! E, embora não seja realmente necessário seguir uma rotina, aqueles que começam a ver os benefícios da meditação diária acabam sentindo necessidade de continuá-la.



5. Avalie seu progresso e saiba comemorar suas vitórias!

Pode ser que você tenha a sensação de que não está fazendo a coisa certa no início – aliás, isso é completamente normal. No entanto, logo terá o jeito próprio de iniciar e terminar a meditação, e sentir como o corpo e a mente ficam após uma sessão. Procure pensar no conforto, no relaxamento e em como a mente trabalhou somente após o fim do processo. E tente fazer o possível para melhorar da próxima vez!

2 comentários sobre “Meditação para iniciantes: aprenda o método que traz autoconhecimento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *