Quando o Namastê vira “Namastreta”: 3 dicas Para Não Praticar a Positividade Tóxica

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Sabe aquela pessoa que só fala de gratidão o tempo todo, como se essa fosse a solução para todos os seus problemas? Como se, sendo grato, todas as doenças, dificuldades, crises e tudo mais fossem embora para sempre?

Pois é, essa pessoa pode estar colocando em prática essa tal de “positividade tóxica”, termo que ganhou bastante destaque na internet este ano. Alguém que demonstra ser positivo demais todo o tempo, na verdade, pode estar apenas reprimindo aquilo o que, dentro dela, considera negatividade. Mas o que isso quer dizer?

Quem é que ainda não viu as famosas hashtags “Good Vibes Only” (Apenas Vibrações Positivas) e “Gratiluz” sendo usadas como se fossem capazes de solucionar todas as dificuldades?

Mas, então, o que é ser positivo?

É importante dizer aqui que a positividade é um estado emocional, ou seja, não pode ser encarada como um remédio capaz de solucionar todos os problemas. E, mais do que isso, impor que as pessoas ao nosso redor sejam positivas enquanto desabafam seus problemas conosco é o mesmo que desconsiderar suas experiências individuais… Sentir as emoções, sejam elas felizes ou tristes, são processos importantes para o nosso crescimento.

A empatia, ou seja, se colocar no lugar o outro, é muito eficaz nessa questão! Sabe, às vezes aquela pessoa que desabafa com você só deseja ser ouvida. E ficar dizendo para ela que deve ser mais positiva, focar nas coisas boas, que ela é privilegiada por ser saudável e ter um tempo, por exemplo, pode prejudicar seu processo de cura e a deixar culpada por aquele sofrimento.

Em vez disso, disponha-se a ouvi-la (escuta ativa), pois ela está confiando algo importante para ela a você. E isso é muito especial, acredite!

Afinal… Como a gente pode fazer para não sair distribuindo frases positivas que, em vez de ajudar, só reprimem os sentimentos do outro?

Por exemplo: é muito ruim quando você tenta cotar algo para uma pessoa que, em vez de tentar lhe compreender seus sentimento em profundidade, responde: “Ah, mas pelo menos você tem um emprego, um teto”, “Tem tanta gente passando dificuldades e você ai, reclamando”, e por aí vai… Por isso, aí vão 3 passos para ter mais cuidado nessas horas!

1. Escute o que o outro tem a dizer


Muitas vezes, a pessoa que te procura para conversar não quer um conselho, mas sim, ser ouvida!

2. Valide os sentimentos dessa pessoa


Você pode apoiá-la dizendo que sente muito, e que compreende o quanto aquela situação deve estar sendo difícil para ela.

3. Faça uma autorreflexão


Perceba se você está exercitando a escuta ativa e colocando em prática a empatia. Oferecer um ombro amigo é um grande to de positividade! E esse com certeza é um dos caminhos da psicologia positiva que você pode colocar em prática de uma forma bastante simples e eficiente.

Ei! Você já conhece o nosso mais novo e-book? Preparamos esse presente para você, de forma completamente GRATUITA.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é blog_ebook3.jpg

Em CONHEÇA-TE E TRANSFORME SUA VIDA você vai encontrar textos que irão ajudar a elevar sua autoestima, compreender o poder transformador do perdão e, ainda, ter à sua disposição outras séries de ferramentas que transformarão sua maneira de enxergar a vida. Basta se inscrever clicando aqui e você receberá no seu e-mail o link para download! BOA LEITURA!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.